6 de fevereiro de 2014

Senhor, essa é a hora em que tudo tá confuso. A hora em que pego meu jugo de egoísmo, problemas e neuroses, e o lanço sobre Ti. 
Longe de mim querer duvidar de que Você, com toda Tua humildade e mansidão, pode colocar um jugo suave sobre mim. Ah, o que mais quero agora é um fardo leve...! 
E, enquanto eu tiro a minha máscara que é tão inútil na Tua presença, a liberdade bate docemente à minha porta. E posso sentir o peso saindo por ela, assim que a abro.    

Nenhum comentário:

Postar um comentário