7 de maio de 2014

....

“Sorrir sem precisar esconder as dores. Chorar muito, mas de felicidade. Cantar músicas antigas o mais alto que puder, ainda que seja desafinado. Tomar banho de chuva mesmo correndo o risco de pegar um resfriado. Observar o nascer e o pôr do sol. Contar as estrelas penduradas no céu escuro. Amar com toda a pureza possível. Ajudar sem esperar por algo em troca. Ser humilde com o próximo. Perdoar quem mais te feriu. Estender a mão para quem precisa. Não pisar nos sentimentos dos outros. Ler mais livros e saber se entregar na história ali escrita. Respeitar as dores do próximo. Errar, mas saber consertar o erro cometido. Escrever poemas para a pessoa amada mesmo não tendo dom para isso. Dançar sobre toda a dor. Se encontrar na sua própria bagunça. Ser o autor da sua própria felicidade. Caminhar por caminhos difíceis e ainda assim não desistir de chegar no seu destino escolhido. Tropeçar em algumas pedras e saber se reerguer. Cair e ter força suficiente para se levantar sozinho. Sonhar e não deixar que o medo de não conseguir envenena os seus sonhos. Acreditar em si e na capacidade de vencer. Ter fé que dias bons irão chegar mesmo presenciando dias ruins. Crer num amanhã melhor do que o hoje, num futuro distante, mas escrito especialmente pelas mãos de Deus.”
— Laureane Antunes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário