15 de setembro de 2017

Resenha do Livro: O Livro das Princesas

Olaaa pessoal, hoje venho com post falando sobre O Livro das Princesas.
Vamos la.


SINOPSE
As mais populares autoras contemporâneas norte-americanas, Meg Cabot (“Diário Da Princesa” e “A Mediadora”) e Lauren Kate (“Fallen”), se unem às brasileiras e igualmente bem-sucedidas Paula Pimenta (“Fazendo Meu Filme”) e Patricia Barboza (“As Mais”) em uma coletânea que reinventa contos de fadas clássicos.

Frase favorita:

"Não corra atrás das borboletas. Cuide do seu jardim que elas virão até você."

São quatro contos:

A Modelo e o Monstro de Meg Cabot.
Princesa Pop de Paula Pimenta.
Eclipse do Unicórnio de Lauren Kate.
Do Alto da Torre de Patrícia Barboza.


O conto da Paula Pimenta, Princesa Pop, já foi lançado em um livro separado!!
#DesejandoMuito#


RESENHA

O Livro das Princesas traz quatro contos, cada um baseado em um dos mais famosos contos de fadas, fazendo uma versão moderna e remodelada das famosas e eternas histórias infantis da Cinderela, da Rapunzel, da Bela Adormecida e da Bela e a Fera. Para ficar bem claro, esse é um livro juvenil e de entretenimento. É suave, de escrita fácil e fluida, e uma ótima opção para uma deliciosa e rápida leitura de distração. 
O primeiro conto é o da autora Meg Cabot, que traz a versão da Bela e a Fera. Aqui, a Bela é uma modelo famosa que embarca num cruzeiro com sua família, onde encontra um rapaz misterioso que a salva de um ataque. O desenrolar já é evidente, mas a forma e a criatividade para nos recontar essa história tão famosa é o ponto forte da autora. Meg Cabot não decepciona, mas, me desculpe, o melhor conto não foi o dela, e sim o segundo, o da Paula Pimenta.
A Paula mais uma vez mostrou a escritora competente que é ao trazer uma história maravilhosa do conto moderno da Cinderela. É a maior história do livro e simplesmente a mais envolvente. Ficamos sem querer que acabe. Ela segue direitinho a história original e, ao mesmo tempo, reescreve toda a história tradicional. Aqui temos uma Cinderela que é DJ e se chama Cintia Dorella (até o nome é criativo já que remete muito ao nome Cinderela). Não vou contar a criatividade da autora ao escrever esse conto para não estragar as surpresas que vamos tendo a cada página.
O terceiro conto é da autora americana Lauren Kate e traz a história da Rapunzel. Com sinceridade, foi o mais sem graça. Não gostei do desenrolar da história e não prendeu minha atenção durante a leitura. O conto é narrado intercalando capítulos escritos pelo ponto de vista de Percy, com outros narrados por Talia, e mistura fantasia com contemporâneo. Até unicórnio a Lauren Kate conseguiu colocar nessa história.
O último conto é de outra autora brasileira, a Patrícia Barboza, mas eu nunca havia lido nada dela. A história é bem escrita, envolvente e divertida, mas identifiquei pouco do conto original. Baseada na Rapunzel, tirando os cabelos longos, a trama segue caminhos bem diferentes. Não que seja ruim, é criativo e prende a leitura. 
De forma geral, O Livro das Princesas é um ótimo passatempo e pode agradar várias idades de leitores do sexo feminino, apesar de ser mais voltado para o público adolescente. Basta ter um coração romântico e ser apaixonada por contos de fadas para se encantar com esse livro.

Espero que tenham gostado.
Fiquem com Deus.


"Confia no Senhor de todo o teu coração, e não estribes no teu próprio entendimento.
Pr. 3:5



Nenhum comentário:

Postar um comentário